Montagem de sensores magnéticos

Sensores Hall

  • Instalação

    Durante a montagem, deve ser observada a distância de trabalho máxima até o objeto de medição (engrenagem). O sensor também deve estar alinhado centralmente em relação à engrenagem. Para garantir reservas de sinal suficientes, deve ser observada a largura de engrenagem mínima. A distância de trabalho e a montagem se referem a engrenagens involutas (DIN 867).


    Sentido de rotação em sensores de vários canais

    Com dois elementos semicondutores Hall, podem ser emitidos dois sinais de saída deslocados em 90° por dente, podendo ser determinado, além da velocidade rotacional de uma engrenagem, o sentido de rotação. Em engrenagens com rotação em sentido horário, o canal A é adiantado em relação ao canal B.


    Ajuste

    Os elementos Hall de sensores Hall de vários canais devem ser instalados numa posição definida em relação aos dentes de uma engrenagem, para que o sinal de ambos os canais possa ser emitido corretamente. Conforme o módulo de engrenagem, o sensor deve ser alinhado e montado na engrenagem utilizando a ranhura de codificação.

Sensores magnéticos de proximidade

  • Materiais de imã permanente

    Conforme o imã utilizado, altera-se a distância sensora de sensores magnéticos. Nesse ponto, não só o tamanho do imã permanente desempenha um papel, mas também seu material. Quanto maior o produto energético de um material magnético em kJ/m³, mais forte o campo magnético e maior a distância sensora.


    Imã permanente - disposição

    Os sensores de proximidade magnéticos são, por princípio, independentes de polaridade. Ou seja, o sensor detecta o pólo norte e o pólo sul do imã permanente da mesma maneira. O imã permanente deve ser sempre montado com um pólo na direção do sensor. Do contrário, não é garantida uma detecção segura.


    Imã permanente - montagem

    A instalação do imã permanente desempenha um papel fundamental com relação à distância sensora. A montagem de um imã sobre um material não ferromagnético exerce uma influência irrisória sobre a distância sensora garantida. Todavia, se o imã permanente for montado sobre material ferromagnético (de forma não embutida), a distância sensora aumenta cerca de 25 %. Ao instalar o imã de forma embutida ou recuado para trás em material ferromagnético, a distância sensora é reduzida em até 40 % (sempre em relação à distância sensora garantida). Se a fixação for feita com parafuso, devem ser utilizados apenas parafusos de material não-ferromagnético.

Sensores de cilindro magnéticos

  • Fixação - cilindros com ranhura

    Podem ser obtidos no mercado cilindros que já vêm com ranhura integrada. As ranhuras mais utilizadas são em T ou em C. Os sensores de cilindro podem ser facilmente inseridos na ranhura e apertados com parafuso. Os sensores de cilindro são fixados de forma permanente, utilizando parafuso de fixação enroscado para baixo na ranhura, ou placa metálica que se fixa em ambos os lados da ranhura quando o parafuso é apertado.


    Fixação - cilindro redondo ou cilindro com barra de tensão

    Também são utilizados frequentemente cilindros redondos ou cilindros com barra de tensão. Esses tipos de cilindro não possuem ranhuras para inserção de sensores. Para montar o sensor nesse tipo de cilindro, são utilizados grampos ou pinos, nos quais os sensores de ranhura em C ou T podem ser fixados.


    Fixação - formatos especiais de ranhura

    Através da utilização de adaptadores fornecidos como acessórios, sensores de ranhura em C também podem ser montados em ranhuras em T. Também estão disponíveis adaptadores para formatos de ranhura especiais, como ranhuras tipo rabo-de-andorinha.

Sensores magnéticos de ângulo

  • Ímã permanente

    Durante a montagem do inã, deve-se certificar que a direção de magnetização do imã permanente (pólo norte-sul) esteja alinhada paralelamente à superfície ativa do sensor. O imã permanente não deve ser instalado em materiais ferromagnéticos, como aço por exemplo, para não comprometer a distância de trabalho.

     

    Distância de trabalho

    O rotor magnético ou o imã permanente são montados com a distância de trabalho indicada em relação ao sensor. O desvio axial deve ser conforme indicado na ficha de dados.

    Sinal zero

    Para realizar o alinhamento grosso do sinal zero, o sensor e o rotor magnético (acessório) possuem possuem ranhuras de codificação que devem ser alinhadas. O ajuste fino é feito no comando a jusante. Ao girar o imã permanente no sentido horário, o sinal de saída aumenta.